Arquivos da categoria: Cases de Sucesso

Geoambiente inicia execução do novo inventário florestal da vegetação nativa do Estado de São Paulo

Mapeamento estadual se inicia nessa quinta-feira, (21), Dia Internacional das Florestas

geoambiente_SIMASP
A Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA) por meio do Instituto Florestal contratou um novo Inventário Florestal da Vegetação Nativa do Estado de São Paulo.

O estudo se inicia nesta quinta-feira, 21 de março, Dia Internacional das Florestas e tem como prazo para ser concluído março de 2020. Até lá, o levantamento apresentará balanços trimestrais com os dados levantados para o documento.

“O Inventário é base para o fortalecimento e planejamento de ações sustentáveis do Governo que garanta ao povo paulista mais qualidade de vida”, explica o secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente Marcos Penido.

No último mapeamento realizado em 2010, foi apontado que 17,5% do território paulista é coberto por vegetação nativa.

“Com a execução em andamento de diversos projetos da Secretaria como o Programa Nascentes, Conexão Mata Atlântica, Município Verde Azul, Zoneamento Ecológico-Econômico e outros, tenho uma perspectiva positiva desse novo estudo”, afirma subsecretário de Meio Ambiente Eduardo Trani.

A empresa especializada em soluções de geotecnologia e sistemas de informação geográfica, Geoambiente será a responsável pelo estudo de R$1,4 mi, viabilizado com recursos da Câmara de Compensação Ambiental do Estado de São Paulo.

“A expectativa desse novo mapeamento é que ele mostre da forma mais fiel a realidade atual de nossa vegetação natural, desde as grandes áreas até os mais pequenos fragmentos, que têm grande importância para a manutenção e recuperação da biodiversidade e dos serviços ecossistêmicos de nosso Estado, aumentando a eficiência das ações da SIMA”, explica o pesquisador científico do Instituto Florestal e coordenador do projeto Marco Aurélio Nalon.

O novo mapeamento servirá de base para todas as ações da SIMA de licenciamento, fiscalização, conservação e pesquisa ambiental.

Os primeiros resultados serão das regiões do Vale do Paraíba, Litoral Norte, Baixada Santista e Região Metropolitana de São Paulo e serão divulgados a medida que estas regiões estiverem completamente mapeadas.

Ao longo dos anos, o Inventário tem fornecido suporte científico fundamental para embasamento de políticas públicas setoriais para orientar as estratégias de preservação e restauração da biodiversidade nativa do Estado.

O documento apresenta de acordo com sua importância biológica os fragmentos de mata para a criação de Unidades de Conservação Integral de áreas prioritárias para a implantação de Reserva Legal ou Reserva Particular de Patrimônio Natural e para Restauração (corredores ecológicos) interligando fragmentos de vegetação nativa.

Fonte: https://www.infraestruturameioambiente.sp.gov.br/2019/03/sao-paulo-contrata-novo-inventario-florestal-da-vegetal-nativa/

Please follow and like us:

Secretaria Estadual de Meio Ambiente da Bahia e Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos lançam plataforma online para monitoramento continuado da vegetação do estado da Bahia

lancamento_sistema_curupira2No dia 6 de julho, no Auditório da CERB (Companhia de Engenharia e Recursos Hídricos da Bahia), a Secretaria de Meio Ambiente do Estado da Bahia (SEMA) e o Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (INEMA) lançaram a plataforma online Curupira, um sistema de inteligência geográfica para monitoramento continuado da vegetação do estado da Bahia, desenvolvido pela GEOAMBIENTE. O objetivo do sistema é subsidiar o trabalho dos especialistas nas ações de fiscalização e monitoramento, agilizando e ampliando a efetividade das ações ambientais no estado.

Na cerimônia de lançamento estiveram presentes: Welton Rocha – Diretor do INEMA, Geraldo Reis – Secretário do Meio Ambiente do Estado da Bahia, Murilo Figueredo Campos – Superintendente Interino da SEMA – Bahia, representando Luiz Antônio Ferraro Jr – Superintendente da SEMA – Bahia, e Thiago Alencar – Coordenador de Geoinformação na Superintendência de Estudos e Pesquisas na SEMA – Bahia.

A plataforma Curupira foi apresentada pela equipe de Geoambiente, representada pelo Analista de Sistemas Sênior, Tiago Pinheiro, pela Engenheira Agrônoma MSc., Ana Carolina Rezende, e pela Gerente de Contas, Milena Pinheiro.

(esq. para dir.) Tiago Pinheiro (Geoambiente), Thiago Alencar (SEMA-Bahia), Milena Pinheiro e Ana Carolina Rezende (Geoambiente)
(esq. para dir.) Tiago Pinheiro (Geoambiente), Thiago Alencar (SEMA-Bahia), Milena Pinheiro e Ana Carolina Rezende (Geoambiente)

O Curupira é uma plataforma que utiliza recursos de inteligência geográfica, imagens de satélite e processamento computacional de alta performance na nuvem, proporcionando resultados e indicativos de áreas prioritárias para fiscalização, além de monitorar o incremento vegetal. O sistema está disponível no site www.curupira.seia.ba.gov.br.

A plataforma está organizada em quatro módulos. O módulo de Decremento Vegetal proporciona dados mensais que são cruzados com informações do SEIA (Sistema Estadual de Informações Ambientais e Recursos Hídricos) com o objetivo de verificar mudanças de uso do solo.

Geraldo Reis, Secretário do Meio Ambiente do Estado da Bahia, no lançamento do Sistema Curupira
Geraldo Reis, Secretário do Meio Ambiente do Estado da Bahia, no lançamento do Sistema Curupira
No módulo de Regeneração Vegetal, o objetivo é monitorar a recuperação da vegetação nas áreas degradadas, principalmente em unidades de conservação, áreas de preservação permanente e reservas legais cadastradas no CEFIR. Já o módulo de Áreas Irrigadas, possibilita a verificação de áreas que estão sendo irrigadas no estado.

Por último, o módulo de Área sem Vegetação Nativa apresenta a visão geral da situação das áreas rurais no período estabelecido pelo marco legal da proteção da vegetação nativa (Lei Federal 12.651 de 25 de maio de 2012) na data estabelecida de 22 de julho de 2008, compondo o mapa de áreas de uso consolidado do estado.

lancamento_sistema_curupira3

O Sistema Curupira foi também apresentado ao público em geral, no Webinar MundoGeo, no dia 28 de maio deste ano.

Assista ao webinar agora. Veja o vídeo abaixo.

Créditos (texto): Secretaria de Meio Ambiente do Estado da Bahia e Geoambiente

Please follow and like us:

Google Maps API ajudando pais a escolherem escolas melhores para seus filhos

greatschools_googlemapsapi

Nos EUA, a ONG GreatSchools tem o objetivo de ajudar os pais em melhores oportunidades de educação para seus filhos. E com este mesmo objetivo, desenvolveram um website (www.greatschools.org) para oferecer informações sobre a qualidade das escolas públicas.

GreatSchools_googlemapsapi

Há muitos recursos e informações que todos podem encontrar no website, que inclusive contou com a utilização do GOOGLE MAPS (GOOGLE MAPS JAVASCRIPT API e GOOGLE MAPS GEOCODING API). No GreatSchools, o GOOGLE MAPS permite que os pais busquem por escolas em áreas geográficas específicas nos mapas, e muitas informações completas sobre qualquer escola pública nos EUA.

gs2

GreatSchools_googlemapsapi2

Usando as APIs, as localizações destas escolas são marcadas com um pin no mapa após a busca. Se clicar no pin, um breve descritivo sobre a escola aparece na tela. Clicando no nome da escola, abre-se um relatórios com várias informações, incluindo média geral das notas dos alunos, informações sobre a diversidade cultural presente na escola, performance dos alunos de baixa renda, taxa de professores que são certificados, entre outros. E ainda, é possível encontrar avaliações citadas pelos próprios pais.

gs3

gs4

Ainda com os recursos do GOOGLE MAPS, o website também mostra limites das áreas escolares, um recurso que é muito útil aos pais que decidem se mudar em consequência da escolha das escola para os filhos, podendo buscar por casas que ficam nestas áreas. A maioria busca por áreas e escolas digitando um endereço específico ou um CEP.

GreatSchools_googlemapsapi3

O site recebe cerca de 40 milhões de visitantes únicos por ano e as informações disponíveis também auxiliam grupos e comunidades para que se conscientizem sobre a qualidade das escolas locais e na melhoria destas.

Please follow and like us:

GOOGLE MAPS API trazendo credibilidade a projetos que salvam vidas

water

1 em cada 10 pessoas não tem acesso à água potável, principalmente em países em desenvolvimento. Vivendo em áreas rurais isoladas, estas pessoas gastam horas todos os dias para conseguir pegar um pouco de água e levá-la às suas famílias. Este trabalho acaba deixando as crianças fora das escolas, e os adultos perdendo tempo enquanto poderiam estar trabalhando e conseguindo dinheiro. Além disso, a água que eles têm acesso geralmente é suja e traz muitas doenças às pessoas que a bebem.

water2Desta forma, a ONG Charity: water acredita que água limpa é sinônimo de educação, renda e saúde; e trabalha gerando e desenvolvendo inúmeros projetos no mundo para que as pessoas tenham acesso à água limpa através de poços, sistemas de conexões hidráulicas, filtros de água de chuva, entre outros.

Muitas pessoas fazem suas doações a esta ONG para que milhões de outras pessoas tenham acesso à água limpa. E é através do uso da GOOGLE MAPS API que a Charity: water consegue mostrar a todos doadores e ao público como o dinheiro está sendo investido e onde.

water3

Para ter acesso ao mapa dos projetos concluídos, acesse: https://www.charitywater.org/our-projects/completed-projects

No mapa é possível visualizar todos os sensores que foram colocados nos locais dos projetos e o fluxo horário da água na fonte, além de mostrar se houve algum dano no mecanismo em questão.

Usando os recursos da GOOGLE MAPS API de geocodificação (exibe os nomes dos distritos/vilas para cada projeto) e de Javascript (exibe projetos concluídos e os em andamento em várias páginas), a Charity: water consegue levar a todos a transparência sobre o impacto das doações realizadas, mostrando onde e como o dinheiro foi investido.

Você tem uma ideia que pode beneficiar várias pessoas e tornar suas vidas melhores? Conte com a GOOGLE MAPS API para dar apoio ao seu projeto.
Entre em contato com a Geoambiente: querosabermais@geoambiente.com.br ou ligue para (12) 3878-6400.

Please follow and like us:

Prefeitura de São Paulo avançando com GOOGLE MAPS API

prefeituras-regionais_1484332502Quando unimos inovação, tecnologia e benefícios, você pode ter certeza que há uma API do GOOGLE MAPS em uso neste grupo. E são justamente os recursos da API do GOOGLE MAPS a serem utilizados pela Secretaria Municipal de Prefeituras Regionais de São Paulo no desenvolvimento do SGF (Sistema de Gerenciamento de Fiscalização).

O SGF é um sistema de fiscalização na cidade de São Paulo. Com ele, será possível aposentar os talões físicos das “multas de postura” (multas aplicadas sobre os imóveis por calçadas e obras irregulares, alvarás de funcionamento, entre outros).

Sem o SGF, o agente de rua leva:
cerca de 90 minutos para realizar a fiscalização com aplicação de multas
45 minutos para a emissão de multa no talonário
90 minutos para a instrução dos autos após retorno à Prefeitura Regional.

Com o SGF:
há o levantamento das informações de forma automática, podendo ser feita no próprio local da fiscalização.
15 minutos (no máximo) para emissão de multa no talonário e instrução dos autos após retorno à Prefeitura Regional.

Como funciona o SGF:

A integração de 5 sistemas existentes hoje (que até então não apresentavam comunicação entre si) trarão melhor segurança aos agentes, à prefeitura e permitirá o monitoramento constante das ações. Outra integração importante é a com o 156, ou seja, os chamados abertos com demandas da população irão automaticamente para os setores de fiscalização de cada agente. Isso traz agilidade ao processo e permitirá que a população possa fazer o acompanhamento, tendo retorno da fiscalização automaticamente.

O SGF também é um grande banco de dados que permite a manutenção do histórico das vistorias, o acompanhamento sistêmico das ações, o levantamento das multas, além de outras melhorias tecnológicas que estão em análise para o futuro.

Através do uso da API do Google Maps no desenvolvimento do SGF (módulos mobile e web), foi possível usar e explorar os recursos de:

  • Geocodificação
  • Visualização de mapas
  • Static map
  • Places Autocomplete
  • Rotas
  • Matriz de distância

googlemapsapi_logo

Com o uso destes recursos da Google Maps API será possível trazer dinamismo e praticidade no dia-a-dia das operações dos agentes e da fiscalização.

E quando falamos dos benefícios oferecidos à Prefeitura e à população da cidade de São Paulo, temos:

  • Agilidade
  • Redução de erros de preenchimento (com processos automatizados agora)
  • Ganhos econômicos e ambientais pois há economia de sobre o uso de cerca de 40 toneladas de papel/ano

Com os processos e os dados do SGF será possível elaborar indicadores para a avaliação de desempenho dos agentes.

O sistema já está em implementação e deverá estar em pleno funcionamento em cerca de 30 dias.

Please follow and like us:

Seguradoras também contam com a API do GOOGLE MAPS

Quando dizemos que a API do GOOGLE MAPS traz benefícios e vantagens às empresas de todos os mercados, não estamos dizendo isso em vão.

insurance_assistanceVeja o caso das seguradoras, que precisam contar com os melhores recursos tecnológicos para entregar a melhor proteção aos seus clientes. E entregar a melhor proteção é sinônimo de estar presente, próximo ou alcançar seu cliente em menor tempo possível.

Seguradoras como a Allianz, Prevent Senior e Youse são exemplos de seguradoras que contam com todos os recursos oferecidos pela API do GOOGLE MAPS.

Assista ao vídeo abaixo e confira o caso de uso da API do GOOGLE MAPS pela Allianz:

Entre em contato conosco para ter em mãos todos os recursos da API do GOOGLE MAPS para seus negócios: querosabermais@geoambiente.com.br ou ligue para (12) 3878-6400

Please follow and like us:

Assista ao webinar “Google Maps API” – Geoambiente & Motoboy.com

No dia 22 de março, a Geoambiente realizou o webinar que mostrou não só as vantagens do uso da API do Google Maps pelas empresas, mas também um aquecimento para o Curso: Google Maps API, a ser realizado no dia 11 de maio, durante a MundoGeo #Connect 2017.
Neste webinar, tivemos a participação especial do nosso cliente Motoboy.com, que apresentou como a empresa, usuária da API do Google Maps em seu sistema, está alcançando resultados cada vez maiores em suas operações e na satisfação de seus clientes.

E se você ainda não se inscreveu para o Curso: Google Maps API, que será realizado no dia 11 de maio, durante a MundoGeo #Connect 2017, em São Paulo, faça a inscrição agora (CLIQUE AQUI).
Serão 8h de conteúdo técnico, comercial, com muita interação com os participantes.

Please follow and like us:

Motoboy.com sempre apostando na API do Google Maps

Muitas oportunidades surgiram para o mercado de entregas no Brasil de uns anos para cá. As empresas, que surgiram neste período, enxergaram inúmeras vantagens para serem esta ponte rápida entre os fornecedores e os consumidores.

Verdade seja dita, por mais que os negócios prosperem e a demanda seja cada vez mais crescente, a empresa está com os dias contados se não contar com recursos inovadores para seu planejamento e gerenciamento operacional.

Organização e controle integral são palavras de ordem para as empresas de entrega.
A Motoboy.com sempre levou a sério estas palavras e tratou de se preparar desde seu início no mercado de entregas rápidas. A empresa viu seu rápido crescimento graças ao excelente planejamento operacional que trouxe custos reduzidos e alta eficiência na qualidade dos serviços, utilizando a API do Google Maps.

Tela de solicitação para o cliente final
Tela de solicitação para o cliente final

Com a criação de um sistema de sugestão de rotas, oferecendo à transportadora caminhos mais rápidos e econômicos para as entregas com 3 ou mais pontos de parada, a empresa traça automaticamente o melhor plano de rota. Assim, com os recursos do Google Maps, houve um grande ganho no tempo de serviço com o recurso GPS que os motoboys possuem em seus smartphones. Ou seja, através dos recursos disponíveis, os motoboys que estão mais próximos dos pontos de entrega são automaticamente encarregados de cada respectivo serviço, reduzindo em até 50% o tempo médio da realização daquelas entregas.
E o cliente não poderia querer algo melhor que acompanhar o motoboy chegando com sua entrega através da visualização do trajeto em um mapa em seu celular, em tempo real, um fator de praticidade e segurança.

Tela do sistema da Motoboy.com para a transportadora
Tela do sistema da Motoboy.com para a transportadora

Só em 2016, a Motoboy.com triplicou sua receita em comparação ao ano anterior graças ao sistema de gestão para transportadoras, comprovando a demanda destas por soluções que modernizassem seus processos logísticos e gerenciais.

“Outro fator fundamental para nosso sucesso é decorrente justamente do encantamento que os clientes solicitantes têm com a experiência de chamar um motoboy através da tecnologia. Nossos índices de qualidade e satisfação percebida são muito positivos, e a retenção de clientes é impressionante, resultado de oferecer uma solução completa, que não seria possível sem o Google Maps”, afirma Rafael Perboni, Diretor de Marketing da Motoboy.com.

MOTOBOY.COM RESPIRA INOVAÇÃO

Uma empresa que conta com a mais alta tecnologia, como em mapas, não poderia deixar de ser pioneira em outras frentes também. Sendo assim, a Motoboy.com desenvolveu o primeiro chatbot no Brasil, através do Facebook, segundo o portal Terra. Pelo recurso de messenger da rede social, o cliente pode fazer automaticamente sua solicitação de entrega através da comunicação com um robô, de forma rápida e muito simples.
E hoje, aproximadamente 10% de todas as solicitações feitas à Motoboy.com são feitas através deste recurso.

Telas sequenciais das solicitações via chatbot
Telas sequenciais das solicitações via chatbot

Para conhecer outros cases com o uso da API do Google Maps, visite: http://www.geoambiente.com.br/maisqueummapa

Please follow and like us:

GOOGLE premia GEOAMBIENTE – MAIOR IMPACTO DE NEGÓCIOS 2015

premio_google
(esq. para dir.) Manik Darh (Diretor Global de Vendas Google Maps), Felipe Del Nero (Diretor Comercial Geoambiente) e Jay Remley (Diretor e Head of Sales – Américas, Google Maps for Work)

Durante a conferência TeamWork 2016 do Google, em Las Vegas, a GEOAMBIENTE marcou presença com Felipe Del Nero (Diretor Comercial) e Joyce Tosetto (Gerente de Projetos GIS TI) e foi premiada como a PARCEIRA GOOGLE LATAM que gerou MAIOR IMPACTO DE NEGÓCIOS em 2015!

O sucesso no processo de migração Google Maps Engine nos projetos e a excelente performance na geração de negócios Google Maps, na América Latina, fizeram a GEOAMBIENTE receber o prêmio direto das mãos de Jay Remley, Diretor Global de Vendas Google Maps, e de Manik Darh, Diretor e Head of Sales – Américas, Google Maps for Work.

Please follow and like us:

Geoambiente levando o SIGA para São Luís

Para gerenciar uma grande capital com mais de 1 milhão de habitantes, a Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura de São Luís do Maranhão (SEMMAM) sempre buscou a ordem e a conservação do meio ambiente sincronizados com o progresso e o avanço industrial e tecnológico.

E foi dando mais um passo adiante em seu planejamento que a SEMMAM solicitou os serviços da Geoambiente, para desenvolver o projeto SIGA (Sistema de Informações para Gestão Ambiental).

O SIGA foi desenvolvido para atender não só a SEMMAM, mas também a população ludovicense, com a missão de:

  • levar transparência e agilidade ao processo de licenciamento ambiental por meio do fornecimento de informações aos gestores ambientais e à população, com fácil acompanhamento dos processos de licenciamento pelos requerentes/empreendedores;
  • fornecer à população a possibilidade de registrar denúncias de não-conformidades ambientais através de ferramentas com uma interface amigável em dispositivo móvel;
  • possibilitar o monitoramento de resíduos de construções civis para que estes não sejam deixados em rios, mangues, áreas verdes e áreas livres, assim como em áreas de preservação.

Com estas possibilidades, o SIGA oferece agilidade para a tomada de decisões da SEMMAM.

SIGA
Equipe Geoambiente para o projeto do SIGA: (atrás, esq. para dir.): Carolina Landim, Mateus Pontes, Luis Filipe Mota, Carlos Portes e Joyce Tosetto. (frente): Tiago Pinheiro e Miriam Carvalho.


Foram 14 meses de trabalho intenso da equipe Geoambiente neste projeto, que foi estruturado em 6 módulos:

  • Controle de acesso
  • Administração
  • Controle do processo de licenciamento ambiental
  • Relatório (sobre cada solicitação do licenciamento e seu status)
  • Fiscalização ambiental
  • Público (consulta pelo público sobre as Áreas de Proteção Ambiental, hidrografia, parques ecológicos, áreas de risco, entre outros).

A equipe Geoambiente atuou no levantamento e especificação de requisitos, passando por implementações web e móveis (Android e iOS), implantação no cliente, treinamento dos usuários e transferência tecnológica, até as questões jurídicas de garantia legal. Foi um trabalho completo!

saoluis_geoambiente_treinamento
Treinamento Geoambiente da equipe da SEMMAM para uso do SIGA

Para Carolina Landim, analista de sistemas e analista desenvolvedora Geoambiente, o projeto teve grande importância, principalmente para os licenciamentos: “Foi desafiador e de grande satisfação atuar nesse projeto de Gestão Ambiental, em que procuramos manter o foco no objetivo principal do cliente que era agilizar o processo de Licenciamento Ambiental e permitir que o próprio empreendedor possa fazer tal solicitação; além de permitir que a população faça denúncias de infrações ambientais através de seus smartphones.
Acredito que o sistema trará grande benefício aos empreendedores que poderão solicitar os licenciamentos através da Internet e acompanhar o andamento dos processos a qualquer momento com maior transparência”.

Para a versão web do SIGA, acesse: http://sigasemmam.saoluis.ma.gov.br/siga

Para a versão mobile do aplicativo SIGA Denúncia, acesse: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.com.geoambiente.sigadenunciainfracao

Please follow and like us: