Arquivo da tag: CHESF

Jirau vende no mercado livre.

por Energia Hoje

Hidrelétrica de Jirau
Hidrelétrica de Jirau

A Energia Sustentável do Brasil (Enersus) realiza no próximo dia 20 o primeiro leilão para venda de energia da hidrelétrica de Jirau (3.300 MW) para o mercado livre. A quantidade de energia disponibilizada e o preço-mínimo da oferta serão definidos até o dia da concorrência.

Serão comercializados cinco lotes com previsão de entrega entre um e seis anos. A expectativa é de pouca venda nos produtos de 2012, limitados pela construção das linhas de transmissão. A estratégia da Enersus é testar o mercado para avaliar a demanda por contratos de médio e longo prazo.

“Nosso sonho de consumo é realizar um contrato de longa duração, de 30 anos, com um grande consumidor”, afirmou o presidente da Enersus, Victor Paranhos. A empresa espera reduzir a especulação na compra de energia elétrica, reduzindo os contratos de curto prazo pelo PLD.

As obras de Jirau estão 4% antecipadas, segundo Paranhos, que afirma que alguns equipamentos estão até sete meses adiantados. Em outubro, a Enersus deverá finalizar a instalação das comportas dos vertedouros da usina, que tem expectativa de início de geração em março de 2013.

A empresa, formada pela GDF Suez (50,1%), Eletrosul (20%), Chesf (20%) e Camargo Corrêa (9,9%), já investiu cerca de R$ 3 bilhões no empreendimento. Cerca de 30% do montante é de capital próprio e o restante, financiado.

Please follow and like us:

Chesf arremata três lotes no leilão da Aneel.

foto: BMF-Bovespa

A empresa apresentou a menor tarifa para os três lotes, ou seja, a menor receita anual permitida para a prestação de serviço público de transmissão.

De acordo com a bolsa brasileira, o deságio médio foi de 50,90% e o maior ficou em 59,21%, que ocorreu em 26 rodadas a viva voz entre a Chesf e a Afluente Transmissão de Energia Elétrica. O recorde histórico de deságio em leilões é de 60%.

Ao todo, o leilão compreendeu cinco linhas de transmissão, com extensão total de 501 quilômetros, e quatro subestações nos estados da Bahia, Ceará e Rio Grande do Norte. A expectativa é de investimentos da ordem de R$ 300 milhões e geração de 2.150 empregos.

O lote A, que correspondia a três linhas e duas subestações no Rio Grande do Norte, registrou deságio de 52,60%, enquanto o lote B, de uma linha e uma subestação na Bahia, teve deságio de 59,21%. Por sua vez, o lote C, representante de uma linha e uma subestação no Ceará, obteve deságio de 33,70%.

Participaram do leilão, além da Chesf, a Afluente Transmissão de Energia Elétrica, a Alupar Investimentos, a Cobra Instalaciones y Servicios, o Consórcio Nordeste, formado pela ARM Telecomunicações e Serviços de Engenharia e CME Construção e Manutenção Eletromecânica, a Cymi Holding, a Elecnor Transmissão de Energia, a Neoenergia e a Transmissora Aliança de Energia Elétrica

Please follow and like us: