Arquivo da tag: licenciamento

Geoambiente patrocinou 9ª edição do LASE

geoambiente_lase5Nos dias 16 e 17 de outubro, a Geoambiente foi uma das patrocinadoras da 9ª edição do LASE (Congresso de Licenciamento e Gestão Socioambiental no Setor Elétrico).
No evento, que ocorreu no Blue Tree Premium Morumbi, em São Paulo, a equipe Geoambiente, representada por Ana Carolina Rezende, Carina Rodrigues e Vinicius Franzol, explicou e mostrou a todos os visitantes alguns serviços específicos para o mercado de energia elétrica, como por exemplo: estudos ambientais para regularização do sistema elétrico de transmissão e licenciamento ambiental de linhas de transmissão. Sistemas ambientais também receberam destaque, como o Go Field Collector e a Sala de Cenários da CETESB, inclusive apresentada pela própria em apresentação no auditório. Ambos sistemas foram desenvolvidos pela Geoambiente.

geoambiente_lase2

O evento reuniu governos e empresas do setor de geração e transmissão de energia elétrica para discutir temas da gestão socioambiental dos empreendimentos. Os debates e palestras apresentaram as experiências dos empreendedores, aspectos regulatórios e técnicos da pauta ambiental e social dos projetos do setor elétrico.

Please follow and like us:

Geoambiente patrocina 9ª edição do LASE

LASE

Entre os dias 16 e 17 de outubro, a Geoambiente patrocina a 9ª edição do LASE – Congresso de Licenciamento e Gestão Socioambiental no Setor Elétrico.

O evento reúne governos e empresas do setor de geração e transmissão de energia elétrica para discutir temas da gestão socioambiental dos empreendimentos. Os debates e palestras apresentam as experiências dos empreendedores, aspectos regulatórios e técnicos da pauta ambiental e social dos projetos do setor elétrico.

Inscreva-se: http://viex-americas.com/conferencias/lase/

Please follow and like us:

Webinar Geoambiente: Licenciamento Ambiental para Empresas de Energia Elétrica

14608793_1221814834507723_2633999373953739414_oNo Webinar Geoambiente “Licenciamento Ambiental para Empresas de Energia Elétrica”, apresentado no dia 27/10/2016, Maíra Dzedzej e Dione dos Santos discutiram sobre o processo de licenciamento ambiental de LTs e trabalho de campo para empresas de energia elétrica.

Assista ao vídeo:

Please follow and like us:

Geoambiente levando o SIGA para São Luís

Para gerenciar uma grande capital com mais de 1 milhão de habitantes, a Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura de São Luís do Maranhão (SEMMAM) sempre buscou a ordem e a conservação do meio ambiente sincronizados com o progresso e o avanço industrial e tecnológico.

E foi dando mais um passo adiante em seu planejamento que a SEMMAM solicitou os serviços da Geoambiente, para desenvolver o projeto SIGA (Sistema de Informações para Gestão Ambiental).

O SIGA foi desenvolvido para atender não só a SEMMAM, mas também a população ludovicense, com a missão de:

  • levar transparência e agilidade ao processo de licenciamento ambiental por meio do fornecimento de informações aos gestores ambientais e à população, com fácil acompanhamento dos processos de licenciamento pelos requerentes/empreendedores;
  • fornecer à população a possibilidade de registrar denúncias de não-conformidades ambientais através de ferramentas com uma interface amigável em dispositivo móvel;
  • possibilitar o monitoramento de resíduos de construções civis para que estes não sejam deixados em rios, mangues, áreas verdes e áreas livres, assim como em áreas de preservação.

Com estas possibilidades, o SIGA oferece agilidade para a tomada de decisões da SEMMAM.

SIGA
Equipe Geoambiente para o projeto do SIGA: (atrás, esq. para dir.): Carolina Landim, Mateus Pontes, Luis Filipe Mota, Carlos Portes e Joyce Tosetto. (frente): Tiago Pinheiro e Miriam Carvalho.


Foram 14 meses de trabalho intenso da equipe Geoambiente neste projeto, que foi estruturado em 6 módulos:

  • Controle de acesso
  • Administração
  • Controle do processo de licenciamento ambiental
  • Relatório (sobre cada solicitação do licenciamento e seu status)
  • Fiscalização ambiental
  • Público (consulta pelo público sobre as Áreas de Proteção Ambiental, hidrografia, parques ecológicos, áreas de risco, entre outros).

A equipe Geoambiente atuou no levantamento e especificação de requisitos, passando por implementações web e móveis (Android e iOS), implantação no cliente, treinamento dos usuários e transferência tecnológica, até as questões jurídicas de garantia legal. Foi um trabalho completo!

saoluis_geoambiente_treinamento
Treinamento Geoambiente da equipe da SEMMAM para uso do SIGA

Para Carolina Landim, analista de sistemas e analista desenvolvedora Geoambiente, o projeto teve grande importância, principalmente para os licenciamentos: “Foi desafiador e de grande satisfação atuar nesse projeto de Gestão Ambiental, em que procuramos manter o foco no objetivo principal do cliente que era agilizar o processo de Licenciamento Ambiental e permitir que o próprio empreendedor possa fazer tal solicitação; além de permitir que a população faça denúncias de infrações ambientais através de seus smartphones.
Acredito que o sistema trará grande benefício aos empreendedores que poderão solicitar os licenciamentos através da Internet e acompanhar o andamento dos processos a qualquer momento com maior transparência”.

Para a versão web do SIGA, acesse: http://sigasemmam.saoluis.ma.gov.br/siga

Para a versão mobile do aplicativo SIGA Denúncia, acesse: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.com.geoambiente.sigadenunciainfracao

Please follow and like us:

Gestão e Monitoramento Ambiental de Linhas de Transmissão

A Geoambiente possui vasta experiência na gestão e monitoramento ambiental de empreendimentos de energia elétrica em diferentes regiões brasileiras. Tem-se com destaque a gestão e monitoramento ambiental de Linhas de Transmissão.

projeto_CPFL2
Dione dos Santos, especialista GIS Geoambiente, em campo e utilizando o Field Collector.


A empresa utiliza técnicas de Sensoriamento Remoto e GIS como ferramentas de trabalho para os processos de gestão e monitoramento ambiental destes empreendimentos de energia elétrica em suas diferentes fases de licenciamento – licenças prévias, de instalação e operação. Desta forma, o conhecimento espacializado na forma de mapas traduz a “expertise” da equipe de uma forma clara e assertiva para os desafios propostos.

Luciano Barão, especialista GIS Geoambiente, em campo.
Luciano Barão, especialista GIS Geoambiente, em campo.


As vistorias ambientais de campo com o uso do aplicativo
Field Collector, desenvolvido pela Geoambiente, permitem um melhor controle e gestão dos dados coletados em campo. Somado a isto está a utilização de procedimentos de controle ambientais, os quais permitem que os empreendimentos sejam implantados e operem de acordo com as normas e legislação ambiental vigentes.

Tiago Pinheiro e Mateus Pontes, desenvolvedores do Field Collector.
Tiago Pinheiro e Mateus Pontes, desenvolvedores do Field Collector.

 

imagem_fieldcollector
Field Collector

Projeto 1: Cliente – CPFL

A Linha de Transmissão de 138 kV SE Franca – SE Pioneiros, com 54,219 km de extensão – está situada nos municípios de Franca, São José da Bela Vista, Guará e São Joaquim da Barra. A Linha de Transmissão irá interligar a SE Franca, localizada no município de Franca, à SE Pioneiros, localizada no município de São Joaquim da Barra.

Projeto 2: Cliente – CENTROESTE

A Linha de Transmissão de 345 kV FUPII II – circuito simples de 345kV, com 62,326 km de extensão – está situada na região centro-oeste do Estado de Minas Gerais. A Linha interliga a SE Furnas, no município de São João Batista do Glória, à SE Pimenta no município de Pimenta. O traçado da linha atravessa, além dos municípios citados, São José da Barra, Capitólio e Piumhi, todos inseridos na região centro-oeste de Minas Gerais.

equipe_SRC_CPFL_inspecao
Equipe de inspeção do projeto CPFL: André Santos, Luciano Barão e Rogério Silva (atrás)/ Dione Santos, Maíra Dzedzej e Mariângela Martins (frente).
Please follow and like us:

Prefeitura de São Luís em treinamento para gerenciar plataforma digital de atendimento na área ambiental

A equipe técnica da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmam), os servidores da Secretaria Municipal de Informação e Tecnologia (Semit) e demais colaboradores recebem treinamento para gerenciar plataforma digital de atendimento na área ambiental. A Prefeitura de São Luís realiza a capacitação até a próxima quinta-feira (24).

saoluis_geoambiente_treinamento
Mateus Pontes (Desenvolvedor sênior Geoambiente) conduzindo treinamento para a equipe da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de São Luís.

Os técnicos ficarão responsáveis pelo gerenciamento da Semmam digital, plataforma online que vai dinamizar o serviço de atendimento ao público da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmam).

De acordo com o secretário Marco Aurélio Diniz, a plataforma poderá ser acessada no site da instituição para pedidos de licenciamentos ambientais e acompanhamento de processos. “Um dos maiores benefícios desta plataforma é a agilidade que será dada aos processos. Como todos eles serão digitalizados, o acesso aos documentos é feito com mais rapidez, o que torna a decisão sobre licenciamento e outros pedidos muito mais ágil. Com a Semmam digital vai ser possível desburocratizar os pedidos de licenciamento via internet, a qualquer hora, de qualquer lugar”, afirma o titular da Semmam, Marco Aurélio Diniz.

SEMMAM DIGITAL

A plataforma digital reduzirá o consumo de papel e outros insumos e será um canal aberto para envio de denúncias por parte da população, através de um aplicativo específico que poderá ser baixado na plataforma. “Estamos preparando nossa equipe para, então, poder disponibilizar o acesso ao público. A plataforma será uma ferramenta útil para a população denunciar abusos contra o meio ambiente, além de trazer importante retorno ambiental se consideramos a redução do consumo de papel, necessário no processo físico”, completou o secretário Marco Aurélio Diniz.

Fonte: http://www.agenciasaoluis.com.br/noticia/15127

Please follow and like us:

Geoambiente em campo – Projeto ZEE do Ceará

São inúmeras as idas de nossos profissionais a campo durante o desenvolvimento dos mais diversos projetos que a Geoambiente fornece aos seus clientes.

geoambiente_zee_cearaUma delas foi a visita dos nossos especialistas em geoprocessamento, Alex Sousa e Angélica Santos, ao local do projeto de elaboração do  ZEE (Zoneamento Ecológico-Econômico) do Ceará.

A pedido da SEMACE (Superintendência Estadual do Meio Ambiente do Ceará), a Geoambiente está com a responsabilidade de elaborar os mapeamentos de Uso e Cobertura do Solo e de Unidades Geoambientais (dunas, planícies, praias, entre outros) na escala de 1:10.000. Já a consultoria do projeto fica por conta dos professores Dr. George Satander (UFC) e Dr. Norberto Horn (UFSC).

geoambiente_zee_ceara3O real objetivo deste projeto pela Geoambiente é o mapeamento de Unidades Geoambientais para que a SEMACE possa utilizar essas informações no licenciamento ambiental. Alex exemplifica: “quando alguém deseja construir um resort, hotel ou outro estabelecimento, precisa pedir autorização para a SEMACE, que então recorre ao mapeamento para ver em que contexto está inserida a área do empreendimento, não autorizando assim, ou restringindo, a construção em áreas ambientalmente mais frágeis, como dunas e borda de falésias”.

geoambiente_zee_ceara2Segundo nosso especialista, durante o mapeamento das Unidades Geoambientais surgem dúvidas, e essas visitas a campo são fundamentais para esclarecê-las. Tais visitas também são importantes para a validação dos mapas, sempre feitas em presença da SEMACE e dos consultores.

geoambiente_zee_ceara4

Please follow and like us: