Arquivo da tag: Miriam Carvalho

Clientes Geoambiente sempre contando com dedicação integral da equipe

gme

É incrível a versatilidade no universo Google!
Com a desativação do Google Maps Engine em janeiro deste ano, os clientes da Geoambiente que utilizavam esta solução passaram por um processo ágil e eficiente de migração e adaptação de dados, garantindo que todos os sistemas continuassem a operar integralmente de forma a não sofrer impactos.

Instituições como a Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano SA (Emplasa), Secretaria de Meio Ambiente do Estado de São Paulo e Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB), além de outros órgãos públicos e empresas privadas, foram os clientes que tiveram seus projetos migrados pela Geoambiente.

O Google Maps Engine possibilitava o armazenamento de dados geográficos, inclusive de arquivos raster (imagens) e vetores. E sua API fornecia funcionalidades completas para a transferência de dados do Google Maps Engine, através de processamento e manutenção dos dados, associando-os com os componentes de motor do Google Maps.

Sendo assim, o projeto envolveu estudo de arquitetura e infraestrutura, em que foram criados novos ambientes para hospedagem dos dados em nuvem (Google Cloud Platform).

As aplicações que consumiam as camadas de dados do Google Maps Engine também foram adaptadas para funcionarem integradas ao ambiente que substituiu o Google Maps Engine, através de uma API criada pela Geoambiente.

“O processo de migração Google Maps Engine para todos os projetos foi um desafio, porém de grande satisfação, visto que a equipe Geoambiente tinha todo o know-how sobre os recursos Google. Os meios e soluções foram eficientemente desenhados e executados”, afirma Mateus Pontes, Analista desenvolvedor Geoambiente.

Please follow and like us:

Geoambiente levando o SIGA para São Luís

Para gerenciar uma grande capital com mais de 1 milhão de habitantes, a Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura de São Luís do Maranhão (SEMMAM) sempre buscou a ordem e a conservação do meio ambiente sincronizados com o progresso e o avanço industrial e tecnológico.

E foi dando mais um passo adiante em seu planejamento que a SEMMAM solicitou os serviços da Geoambiente, para desenvolver o projeto SIGA (Sistema de Informações para Gestão Ambiental).

O SIGA foi desenvolvido para atender não só a SEMMAM, mas também a população ludovicense, com a missão de:

  • levar transparência e agilidade ao processo de licenciamento ambiental por meio do fornecimento de informações aos gestores ambientais e à população, com fácil acompanhamento dos processos de licenciamento pelos requerentes/empreendedores;
  • fornecer à população a possibilidade de registrar denúncias de não-conformidades ambientais através de ferramentas com uma interface amigável em dispositivo móvel;
  • possibilitar o monitoramento de resíduos de construções civis para que estes não sejam deixados em rios, mangues, áreas verdes e áreas livres, assim como em áreas de preservação.

Com estas possibilidades, o SIGA oferece agilidade para a tomada de decisões da SEMMAM.

SIGA
Equipe Geoambiente para o projeto do SIGA: (atrás, esq. para dir.): Carolina Landim, Mateus Pontes, Luis Filipe Mota, Carlos Portes e Joyce Tosetto. (frente): Tiago Pinheiro e Miriam Carvalho.


Foram 14 meses de trabalho intenso da equipe Geoambiente neste projeto, que foi estruturado em 6 módulos:

  • Controle de acesso
  • Administração
  • Controle do processo de licenciamento ambiental
  • Relatório (sobre cada solicitação do licenciamento e seu status)
  • Fiscalização ambiental
  • Público (consulta pelo público sobre as Áreas de Proteção Ambiental, hidrografia, parques ecológicos, áreas de risco, entre outros).

A equipe Geoambiente atuou no levantamento e especificação de requisitos, passando por implementações web e móveis (Android e iOS), implantação no cliente, treinamento dos usuários e transferência tecnológica, até as questões jurídicas de garantia legal. Foi um trabalho completo!

saoluis_geoambiente_treinamento
Treinamento Geoambiente da equipe da SEMMAM para uso do SIGA

Para Carolina Landim, analista de sistemas e analista desenvolvedora Geoambiente, o projeto teve grande importância, principalmente para os licenciamentos: “Foi desafiador e de grande satisfação atuar nesse projeto de Gestão Ambiental, em que procuramos manter o foco no objetivo principal do cliente que era agilizar o processo de Licenciamento Ambiental e permitir que o próprio empreendedor possa fazer tal solicitação; além de permitir que a população faça denúncias de infrações ambientais através de seus smartphones.
Acredito que o sistema trará grande benefício aos empreendedores que poderão solicitar os licenciamentos através da Internet e acompanhar o andamento dos processos a qualquer momento com maior transparência”.

Para a versão web do SIGA, acesse: http://sigasemmam.saoluis.ma.gov.br/siga

Para a versão mobile do aplicativo SIGA Denúncia, acesse: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.com.geoambiente.sigadenunciainfracao

Please follow and like us: