Arquivo da tag: Web

Prefeitura de São Paulo avançando com GOOGLE MAPS API

prefeituras-regionais_1484332502Quando unimos inovação, tecnologia e benefícios, você pode ter certeza que há uma API do GOOGLE MAPS em uso neste grupo. E são justamente os recursos da API do GOOGLE MAPS a serem utilizados pela Secretaria Municipal de Prefeituras Regionais de São Paulo no desenvolvimento do SGF (Sistema de Gerenciamento de Fiscalização).

O SGF é um sistema de fiscalização na cidade de São Paulo. Com ele, será possível aposentar os talões físicos das “multas de postura” (multas aplicadas sobre os imóveis por calçadas e obras irregulares, alvarás de funcionamento, entre outros).

Sem o SGF, o agente de rua leva:
cerca de 90 minutos para realizar a fiscalização com aplicação de multas
45 minutos para a emissão de multa no talonário
90 minutos para a instrução dos autos após retorno à Prefeitura Regional.

Com o SGF:
há o levantamento das informações de forma automática, podendo ser feita no próprio local da fiscalização.
15 minutos (no máximo) para emissão de multa no talonário e instrução dos autos após retorno à Prefeitura Regional.

Como funciona o SGF:

A integração de 5 sistemas existentes hoje (que até então não apresentavam comunicação entre si) trarão melhor segurança aos agentes, à prefeitura e permitirá o monitoramento constante das ações. Outra integração importante é a com o 156, ou seja, os chamados abertos com demandas da população irão automaticamente para os setores de fiscalização de cada agente. Isso traz agilidade ao processo e permitirá que a população possa fazer o acompanhamento, tendo retorno da fiscalização automaticamente.

O SGF também é um grande banco de dados que permite a manutenção do histórico das vistorias, o acompanhamento sistêmico das ações, o levantamento das multas, além de outras melhorias tecnológicas que estão em análise para o futuro.

Através do uso da API do Google Maps no desenvolvimento do SGF (módulos mobile e web), foi possível usar e explorar os recursos de:

  • Geocodificação
  • Visualização de mapas
  • Static map
  • Places Autocomplete
  • Rotas
  • Matriz de distância

googlemapsapi_logo

Com o uso destes recursos da Google Maps API será possível trazer dinamismo e praticidade no dia-a-dia das operações dos agentes e da fiscalização.

E quando falamos dos benefícios oferecidos à Prefeitura e à população da cidade de São Paulo, temos:

  • Agilidade
  • Redução de erros de preenchimento (com processos automatizados agora)
  • Ganhos econômicos e ambientais pois há economia de sobre o uso de cerca de 40 toneladas de papel/ano

Com os processos e os dados do SGF será possível elaborar indicadores para a avaliação de desempenho dos agentes.

O sistema já está em implementação e deverá estar em pleno funcionamento em cerca de 30 dias.

Please follow and like us:

GO FIELD COLLECTOR – Alta Performance nos Trabalhos de Campo

Mesmo com um excelente planejamento, a realização do trabalho de campo pode se tornar difícil com o transporte e manuseio de tantos itens (como máquina fotográfica, cadernos, planilhas, entre outras coisas) para conseguir registrar os pontos em campo, havendo ainda o risco de perder tais dados coletados no caminho para o escritório ou até mesmo no próprio campo.
Na etapa pós-campo, há o trabalho intenso nas associações de imagens com os dados registrados nas planilhas e cadernos, e então a passagem desses para mapas, e a produção manual de relatórios de campo.

COMO CONSEGUIR OTIMIZAR O TEMPO NOS TRABALHOS DE CAMPO?

Pensando nisso, a Geoambiente criou, desenvolveu e trouxe a você o GO FIELD COLLECTOR.

O GO FIELD COLLECTOR facilita o dia-a-dia de quem realiza trabalhos e projetos de campo.

O sistema é constituído por dois módulos (mobile e web), sendo ambos necessários para o trabalho. No primeiro, o módulo mobile (aplicativo) é baixado no celular ou tablet, e nele você pode substituir justamente o uso de câmeras fotográficas, blocos de anotações e canetas.

Também no celular, você pode criar e definir suas missões (projetos), criando uma ficha de campo para cada local que queira registrar. Nesse ambiente, é possível anexar fotos, informações registradas e a localização, que automaticamente serão salvos na NUVEM, dispensando a necessidade de passar todo o conteúdo para o computador no escritório.

Go Field Collector nos dispositivos móveis - praticidade e organização em campo
Go Field Collector nos dispositivos móveis – praticidade e organização em campo

Já na versão web (portal), todos os dados compartilhados na NUVEM podem ser acessados e ficam sobrepostos aos mapas do Google, de acordo com as coordenadas registradas na ficha de campo. Na versão web, associadas à conta do usuário, as descrições e fotos registradas ficam à disposição para você editar e selecionar pontos e informações de acordo com a sua preferência, gerando arquivos para impressão ou exportação.

Go Field Collector - sistema web - organização, segurança e eficiência na geração de relatórios de campo
Go Field Collector – sistema web – organização, segurança e eficiência na geração de relatórios de campo

Com o GO FIELD COLLECTOR, você pode gerar RELATÓRIOS COMPLETOS E CUSTOMIZADOS com as especificações que deseja no documento. Assim, o sistema acaba dinamizando grande tempo da tarefa de coleta e levantamento de dados e, principalmente, na tarefa de compilação de relatórios sobre o trabalho de campo, ECONOMIZANDO ATÉ 75% DO TEMPO que normalmente gastaria para fazer todo o processo.

O GO FIELD COLLECTOR conta com uma versão de teste disponível gratuitamente por sete dias, além do plano convencional de assinatura mensal, que disponibiliza a coleta de muitos mais pontos para suas missões.

ACESSE: http://www.gofieldcollector.com.br

Please follow and like us:

OPORTUNIDADE na Geoambiente – GERENTE DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

vaga_geoambiente_gerente_ds

Profissional com formação em Ciências da Computação ou correlata e certificação PMP-PMI, com experiência em gerenciamento de projetos de Desenvolvimento de Software. Experiência na gestão de equipes de TI. Experiência em tecnologias C# e Java com arquitetura Web, MVC, SOA e utilização de metodologias ágeis de desenvolvimento (Scrum).

O profissional será responsável pela operação de nova linha de negócio da empresa, envolvendo a estruturação da equipe e do processo de desenvolvimento de software para novos produtos.

Competências técnicas requeridas:
– Certificação PMP-PMI;
– Utilização de metodologias ágeis de desenvolvimento (Scrum), melhores práticas PMBOK ;
– Coordenação de projetos nas tecnologias C# e Java com arquitetura Web, MVC, SOA;
– 08 anos de graduação em Ciências da Computação ou área correlata;
– Experiência de 03 anos no cargo de Gerente de Desenvolvimento de Sistemas;
– Inglês fluente.

Competências Desejadas:
– Vivência em ambientes com aplicação de práticas do CMMI ou MPRBr;
– Experiência em Projetos envolvendo GIS (Geographic Information System) – desejável.

Local de trabalho: São José dos Campos

Os interessados deverão enviar seus currículos para trabalhenageo@geoambiente.com.br, informando o nome da vaga no campo “assunto”.

Please follow and like us:

Geoambiente seguindo os ventos do sul

No mês de outubro, a Geoambiente foi para o sul do país e deu início ao projeto “Conservação da Biodiversidade como Fator de Contribuição ao Desenvolvimento do Estado do Rio Grande do Sul/Brasil”.

O objetivo do projeto, na terra das araucárias, é a conservação da biodiversidade do Estado do Rio Grande do Sul.

Áreas a serem analisadas
Áreas a serem analisadas: Campos da Campanha, Quarta Colônia, Litoral Médio e Escudo sul-riograndense

O projeto está sob coordenação da SEMA-RS (Secretaria Estadual do Meio Ambiente) e apresenta a FEPAM (Fundação Estadual de Proteção Ambiental) para licenciamento ambiental, FZB (Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul) para conservação da biodiversidade no RS e a EMATER (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Sul) como órgãos executores.

A Geoambiente segue responsável pelo desenvolvimento e implantação dos seguintes sistemas de informações geográficas:

  • Sistema de Coleções Biológicas com banco de dados em ambiente web e carga de dados inicial do acervo do Museu de Ciências Naturais e do Jardim Botânico, mantido pela FZB.
  • Sistema Web-SIGBIO, com dados espaciais relacionados à conservação da biodiversidade do Estado do Rio Grande do Sul, permitindo consulta de dados e configuração de serviços de mapas para publicação na web. E que também inclui o Sistema de Gestão de Ocorrência de Espécies, que permite o registro digital de todo o acervo de ocorrência de espécies no Rio Grande do Sul, e o Módulo de Indicadores de Biodiversidade.
equipe_geoambiente_sigbio3
Da esq. para dir.: Mateus Pontes (SIGBIO), Danilo Ramalho (SIGBIO), Joyce Tosetto (Gerência do projeto), Miriam Carvalho (Sistema de Coleções), Carolina Landim (Sistema de Coleções) e Djonatas Tenfen (SIGBIO).

Além disso, a Geoambiente deverá fazer a integração de todos os dados georreferenciados do Sistema de Gerenciamento de Coleções Biológicas e Sistema de Gestão de Ocorrência de Espécies ao Sistema Web-SIGBIO.

“É sempre um grande privilégio participar de projetos que visam a conservação da biodiversidade. A região do Rio Grande do Sul, especialmente, com biomas como Mata Atlântica e o Pampa, apresenta uma grande riqueza de espécies e ecossistema, e soluções como a que a Geoambiente está desenvolvendo, são ferramentas importantes para melhor compreensão sobre os impactos que a intervenção ocasionada pelo rápido crescimento poderá ocasionar à população. Nosso desafio, enquanto parceiros para soluções em GIS, envolve o desenvolvimento simultâneo de dois sistemas, que além disso, visa integrar informações de diversas instituições ambientais do Rio Grande do Sul, devendo o SIGBIO atender a necessidade de todos”, afirma Joyce Tosetto, Gerente de projetos GIS TI Geoambiente.

Please follow and like us:

Desenvolvimento e implementação do SIGA pela Geoambiente

A Secretaria de Meio Ambiente de São Luís tem grande preocupação em dar agilidade aos processos de melhoria contínua da vida da população local.

Projeto SIGA - Geoambiente

Pensando nisso, a GEOAMBIENTE desenvolveu e está implantando o SIGA (Sistema de Gestão Ambiental) para a Secretaria de Meio Ambiente de São Luís.

Tiago Pinheiro e Joyce Tosetto, da Geoambiente.
Tiago Pinheiro e Joyce Tosetto, da Geoambiente.

A gerente de projetos, Joyce Tosetto, e o analista de sistemas, Tiago Pinheiro, responsáveis por este projeto, estiveram em reunião com o Secretário de Meio Ambiente de São Luís, Marco Aurélio Diniz, o Chefe de Gabinete, José Saraiva Júnior, além da equipe de apoio da Prefeitura de São Luís, para alinhamento de todos os detalhes finais de implementação do projeto na capital maranhense.

Com o SIGA, o trabalho da Prefeitura conseguirá promover melhorias na gestão técnica e operacional dos processos ambientais em São Luís, ou seja, os cidadãos ludovicenses poderão cadastrar uma denúncia pelo app mobile (dos sistemas iOS e Android), os requerentes de um empreendimento poderão acompanhar o processo de licenciamento por meio do portal SIGA, haverá maior agilidade na fiscalização ambiental, monitoramento e decisões a serem tomadas pela Secretaria de Meio Ambiente, além de várias outras possibilidades.

Mateus Pontes, responsável pelo desenvolvimento mobile do SIGA
Mateus Pontes, responsável pelo desenvolvimento mobile do SIGA

Mateus Pontes, desenvolvedor de aplicações da Geoambiente, ficou responsável por toda a complexidade de criação e desenvolvimento mobile do SIGA. A possibilidade de usar dispositivos móveis, tanto pela população local como pela Secretaria de Meio Ambiente de São Luís, é fundamental para o sucesso do uso do sistema e da eficiência nas ações e resultados.

As interfaces amigáveis receberam grande contribuição de ideias do Analista Desenvolvedor de Sistemas, Luis Filipe Guedes Mota, que atuou focado no desenvolvimento do SIGA, implementando a maioria das funcionalidades. Assim como Carolina Landim, também Analista Desenvolvedora de Sistemas e responsável pelo apoio às atividades de análise, que realizou testes na aplicação, gerou a documentação de relatórios de evolução e também apoiou o desenvolvimento do sistema.

Desenvolvido em ambiente web corporativo, o SIGA é composto por:

  • Sistema de controle de processos
  • Sistema de licenciamento e fiscalização ambiental
  • Sistema de gerenciamento de resíduos sólidos da construção civil
  • Módulo mobile para denúncias de infrações ambientais
  • Módulo público em interface Google Maps API para solicitação e acompanhamento de processos de licenciamento e outros.

geoambiente_siga1

geoambiente_siga2

O SIGA conta com vários campos definidos em sistemas de coordenadas geográficas, como: relevo, hipsometria, cobertura vegetal, áreas de recarga de aqüíferos, zonas de risco, abastecimento de água, bairros, UCs (Unidades de Conservação), entre outros.

Para soluções em gestão ambiental e em outros segmentos, conte com a GEOAMBIENTE.

Nossa equipe está pronta para entender suas necessidades: http://www.geoambiente.com.br/faleconosco.html

Please follow and like us:

Acesso à internet por dispositivos móveis cresce e chega a 2,8%.

por Folha.com

O acesso à internet por dispositivos móveis tem crescido continuamente e representou 2,81% dos acessos totais em setembro deste ano, segundo relatório da NetMarketShare divulgado nesta sexta-feira (1).

Em janeiro de 2009, os acessos à web por dispositivos tais como celulares, smartphones e tablets somavam 0,59%, segundo a pesquisa.

Também em janeiro de 2009, os computadores contavam com 99,29% dos acessos. Em setembro deste ano, 96,97%.

A taxa de acesso por consoles, como Playstation 3 e Xbox 360, manteve-se entre 0,03% e 0,05% em todo o período do estudo.

A pesquisa foi feita com base em 160 milhões de visitas mensais em sites parceiros da NetMarketShare, segundo a consultoria.

Please follow and like us: