56% dos brasileiros nunca ouviram falar sobre sustentabilidade.

0 2

 

Pesquisa mostra a relação entre consumidor brasileiro e sustentabilidade

por Atitude Sustentável

Divulgada hoje, a pesquisa do Instituto Akatu faz levantamento sobre o consumidor brasileiro e demonstra que conscientizar sobre a sustentabilidade e o consumo responsável ainda é um desafio. O estudo “O Consumidor Brasileiro e a Sustentabilidade: Atitudes e Comportamentos frente o Consumo Consciente, Percepções e Expectativas sobre a Responsabilidade Social Empresarial. Pesquisa 2010” foi realizado em doze cidades com o total de 800 pessoas.

Entre os resultados positivos da pesquisa está a manutenção do percentual de consumidores conscientes em 5%. É positivo porque, considerando-se o aumento da população, essa porcentagem significa um crescimento de 500 mil pessoas. Por outro lado, foi constado que o termo sustentabilidade é considerado um assunto abstrato, e que 56% dos consumidores nunca ouviram falar nele. 19% ainda definiram o termo de forma errada, como “auto-sustento”, “ter renda para sustentar a família”, “sustentar a família” e “se sustentar sozinho”.

 

O termo sustentabilidade ainda não é reconhecido pelos consumidores brasileiros / FONTE: Instituto Akatu.

 

A pesquisa também indica que é grande o número de desinteressados (49%) pelo tema, principalmente por tratarem o assunto fora de sua experiência diária. Já os interessados (11%) são aqueles que demonstram interesse pelo tema mas não se dispõem a um envolvimento maior. As pessoas que participam de debates, 33% do consumidores, divulgam e discutem conceitos mas ainda sem muita influência sobre os demais. Os influenciadores, com a pequena parcela de 7%, além de buscarem informações, são buscados como referências no debate.

 

Somando os desconectados aos 11% que estão apenas interessados no tema, chega-se a 60% de baixo envolvimento com esse debate / FONTE: Instituto Akatu

 

A relação entre consumidores conscientes e não conscientes foi segmentada por idade, classe social e escolaridade. Comportamentos levando em conta o sexo e regiões geográficas não tiveram diferença significativa. Constatou-se que os “menos conscientes” tendem a ter um perfil mais jovem (16 a 44 anos), com menor escolaridade (até ensino médio) e de classes C e D. Os “mais conscientes” possuem uma faixa etária superior (com 45 anos ou mais), com instrução universitária e de classes A e B.

 

Perfil dos brasileiros com maior ou menor consciência na hora do consumo / FONTE: Instituto Akatu

Posts relacionados

Deixe um Comentário

Posts mais recentes:

Valor de frete torna-se diferencial e fator decisivo para que cliente conclua compra
store locator
rastreamento de cargas
aplicativos geolocalização
geolocalização
ship from store
delivery
Store Locator
Pickup in Store Google Maps
Plataforma Google Maps
Google Maps Premier Partner
Como contratar e ter acesso às APIs do Google Maps
Como contratar e ter acesso às APIs do Google Maps
Plataforma Google Maps: o que é e quais benefícios pode trazer para o seu negócio.