Brasil atrai 60% dos investimentos em pesquisa e desenvolvimento, diz Unesco.

por Folha.com

O Brasil representa 60% dos investimentos em pesquisa e desenvolvimento (P&D) da América Latina, mas os valores totais para a região “continuam insuficientes”, segundo o relatório sobre ciência divulgado pela Unesco.

Quatro países – Brasil, Argentina, Chile e México – concentram 90% dos investimentos em P&D de toda a região, destaca o documento, que acrescenta que os valores investidos são baixos e, além disso, canalizados através de fundos públicos, quase à margem da iniciativa privada.

“Os baixos investimentos em P&D continuam sendo o calcanhar de Aquiles da América Latina, exceto no Brasil, que representa 60% das despesas em pesquisa e desenvolvimento da região”, ressalta o relatório da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura).

O relatório, que analisa dados de 2007 (ou seja, antes da crise econômica e financeira), revela que os investimentos brutos em pesquisa e desenvolvimento na América Latina e no Caribe só alcançaram 0,67% do PIB (Produto Interno Bruto) da região.

Nos países ricos da OCDE (Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico), a média de gastos na área foi de 2,28% no período.

No entanto, a Unesco afirma que os investimentos na América Latina aumentaram desde os últimos dados, referentes a 2002.

“A proporção de publicações da região mencionadas em 2008 no índice de revistas de ciências alcançou somente 4,9%, e mais da metade dessa percentagem correspondeu ao Brasil (2,7%)”, acrescenta o relatório, que revela ainda que Estados Unidos, Europa e Japão são os líderes em investimentos nessa área.

“O papel desempenhado pela América Latina neste âmbito é totalmente irrelevante, assim como o dos países de África e Ásia”, afirma.

Além disso, dois terços dos investimentos em P&D na região ainda são financiados com fundos estatais, dos quais 40% são canalizados para universidades e o resto para institutos públicos de pesquisa, revela a Unesco, que ressalta que nos países da OCDE ocorre o inverso.

“Mais de dois terços dos recursos destinados a P&D nesses países procedem do setor empresarial”, afirma o texto.

Fuga de cérebros – Outro dos desafios que a região enfrenta é a fuga de cérebros, incentivada por “baixos salários e insuficiente utilização do capital humano em nível nacional”.

“A fuga de cérebros alcança uma percentagem muito elevada em países como Nicarágua (30,9%) e Cuba (28,9%), além de quantidades também significativas em México (14,13%) e Colômbia (11%), e reduzidas em Brasil (3,3%) e Argentina (4,7%)”, afirma o relatório, que destaca que muitos dos cientistas que emigram vão para os Estados Unidos.

Por último, a Unesco revela que em seis dos países da região as mulheres ocupam entre 30% e 55% do total de postos para pesquisadores em instituições de ensino superior, uma percentagem mais elevada do que a da maioria das regiões do mundo, inclusive que a da UE (União Europeia).

“Apesar de seus pontos fracos, a região conseguiu alcançar uma posição de destaque no cenário mundial em relação a algumas tecnologias de vanguarda”, revela a Unesco.

A organização ressalta que o Brasil ocupa a 18º posição entre os países com mais publicações sobre nanotecnologia e Cuba se situa à vanguarda das tecnologias de produção de vacinas.

Além disso, a Costa Rica criou uma indústria de tecnologia de informação de categoria mundial, enquanto que o Brasil chegou a ser líder no desenho de aviões a reação, na produção eficiente de soja, laranjas e café e na transformação de cana-de-açúcar em etanol.

 

Posts relacionados

Deixe um Comentário

Posts mais recentes:

Valor de frete torna-se diferencial e fator decisivo para que cliente conclua compra
store locator
rastreamento de cargas
aplicativos geolocalização
geolocalização
ship from store
delivery
Store Locator
Pickup in Store Google Maps
Plataforma Google Maps
Google Maps Premier Partner
Como contratar e ter acesso às APIs do Google Maps
Como contratar e ter acesso às APIs do Google Maps
Plataforma Google Maps: o que é e quais benefícios pode trazer para o seu negócio.