Embrapa discute o componente florestal no sistema iLPF.

0 2

A Embrapa Florestas (Colombo/PR) realizou esta semana, em parceria com a Embrapa Transferência de Tecnologia (Brasília/DF), um nivelamento sobre o componente florestal em sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF).

por Embrapa Florestas

Cerca de 40 pessoas entre pesquisadores e analistas de 18 Unidades da Embrapa estiveram em Curitiba para conhecer mais, debater e apontar rumos ao trabalho sobre o componente florestal, que faz parte do projeto iLPF, do macroprograma 4.

Durante três dias foi discutido o componente florestal e suas interações com os demais componentes do sistema iLPF e também algumas modalidades de sistemas agrossilvipastoris. Segundo Rogério Dereti, analista da Embrapa Florestas responsável pelo evento, “a programação foi bastante intensa, com um alto nível de participação, o que também nos fez ter que correr com a agenda em alguns momentos”, salienta. Para Marcelo Francia Arco Verde, Chefe de P&D da Embrapa Roraima (Boa Vista/RR), “este evento foi de suma importância, independentemente dos resultados de avaliação, porque conseguiu reunir diferentes pesquisadores, de diferentes regiões e com diferentes visões, servindo para ver o iLPF como um sistema com estas interações que ocorrem entre os diferentes componentes. Acredito que deva ser implementada uma estratégia para a continuidade dos trabalhos”.

Além de palestras e relatos de casos da Embrapa Florestas, Embrapa Amazônia Oriental (Belém/PA), Embrapa Acre (Rio Branco/AC) e Escritório de Negócios de Goiânia (Goiânia/GO), os participantes também assistiram a uma palestra da Universidade de Brasília sobre avaliação econômica do componente florestal em sistemas de integração.

A programação contou ainda com uma visita a campo realizada na Estação Experimental Fazenda Modelo do Instituto Agronômico do Paraná, Iapar, a 100 km de Curitiba. Neste local, Iapar e Embrapa Florestas conduzem experimentos sobre iLPF.

O encontro também foi uma oportunidade de levantamento de demandas de pesquisa e desenvolvimento de modelos para as diferentes regiões e necessidades do País. Novos eventos nestes moldes devem ser realizados para os demais componentes do sistema iLPF. Abílio Pacheco, gerente do Escritório de Negócios de Goiânia, ressaltou que “o evento foi muito importante para orientar os objetivos. E, como é um tema multidisciplinar, procurar incorporar nos próximos nivelamentos técnicos a área de tecnologia da madeira”.

Posts relacionados

Deixe um Comentário

Posts mais recentes:

5 mitos sobre a estratégia multicloud
Google Cloud
Google Cloud
Google Cloud
multicloud
Cloud Run: desenvolva aplicações em contêiners sem servidor no Google Cloud
Anthos
Google Next
multicloud
GoogleCloud
DataFlow
Google Maps
Google Cloud
Google Maps