Ministério das Cidades e CNPq lançam edital para formação de rede nacional em saneamento ambiental.

por MundoGEO

Os projetos aprovados serão financiadas pelo montante de 2,5 milhões de reais

A chamada 43/2010 é fruto de parceria entre os ministérios da Ciência e Tecnologia (MCT) e das Cidades com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Inscrições até 18 de outubro

O edital selecionará propostas para formar a Rede Nacional de Capacitação e Extensão Tecnológica em Saneamento Ambiental (ReCESA). O intuito é apoiar projetos de pesquisa científica e tecnológica que promovam a articulação, consolidação ou formação dos Núcleos Regionais da ReCESA.

As propostas selecionadas deverão compor o segundo ciclo de atividades da ReCESA, de modo a consolidar a atuação da rede, com a constituição de cinco Núcleos Regionais, considerando as políticas e técnicas de manejo, tratamento e disposição específicas para cada tema e apropriadas para cada região.

Requisitos

O projeto deve estar claramente caracterizado como pesquisa científica e tecnológica e precisa conter, entre outras informações, a indicação da região geográfica objetivada, principal problema a ser abordado e as contribuições. As propostas devem ser encaminhadas ao CNPq exclusivamente por intermédio do Formulário de Propostas On-line, disponível na Plataforma Carlos Chagas .

O proponente deve possuir o título de doutor e ter seu currículo cadastrado na Plataforma Lattes, ser obrigatoriamente o coordenador do projeto e ter vínculo celetista ou estatutário com a instituição de execução do projeto. A presença na equipe de um pesquisador com formação em pedagogia e experiência relevante no desenvolvimento de propostas pedagógicas é obrigatória.

As propostas deverão apresentar objetivos claramente alinhados a pelo menos uma das cinco áreas temáticas que compõem as atividades da ReCESA: abastecimento de água; esgotamento sanitário; resíduos sólidos; águas pluviais; e temas de gestão, integradores e transversais. Os projetos aprovados serão financiadas pelo montante de 2,5 milhões de reais, sendo 1 milhão oriundo do orçamento do Ministério das Cidades e 1,5 milhão vindo do FNDCT/Fundos Setoriais. Os projetos terão o valor máximo de financiamento de 500 mil reais


Posts relacionados

Deixe um Comentário

Posts mais recentes:

Google Maps
Google Cloud
Nuvem
Google
Google Cloud
Google lança novos recursos de customização para o Maps no mobile
5 mitos sobre a estratégia multicloud
Google Cloud
Google Cloud
Google Cloud
multicloud
Cloud Run: desenvolva aplicações em contêiners sem servidor no Google Cloud
Anthos
Google Next
multicloud