Projeto Azul montará sistema inédito de monitoramento oceânico

fonte: Inovação Tecnológica

Projeto Azul

A Bacia de Santos, área onde se encontram campos de petróleo em camadas do pré-sal, será estudada por meio de um sistema inédito de monitoramento oceânico.

O projeto contará com robôs submarinos, boias oceânicas e dados de satélites. [Imagem: Coppe/UFRJ]
O projeto contará com robôs submarinos, boias oceânicas e dados de satélites. [Imagem: Coppe/UFRJ]

As informações contribuirão para a segurança e eficiência das operações de exploração do petróleo e para ampliar o conhecimento e a preservação do meio ambiente.

A iniciativa, batizada de Projeto Azul, é da Coppe/UFRJ em parceria com uma empresa privada.

Os pesquisadores da Coppe pretendem integrar a plataforma a outros sistemas já existentes na Europa e nos Estados Unidos.

“Teremos no final um modelo vivo da região. Com todas as informações, vamos conhecer melhor o oceano, podendo estar dentro da água sem se molhar,” disse o professor Luiz Landau, coordenador do projeto,

Robôs e satélites

Durante três anos, o Projeto Azul vai coletar informações sobre a dinâmica das correntes oceânicas, temperatura, salinidade, PH, oxigênio dissolvido, clorofila, cor e matéria orgânica, entre outros parâmetros.

Para isso serão utilizados robôs mergulhadores (seaglider), derivadores (boias acopladas com medidores), perfiladores (que medem, dentre outros parâmetros, o perfil das correntes principalmente em águas profundas) e imagens de satélite.

As correntes oceânicas e os parâmetros da oceanografia química da região serão estudados até a profundidade de dois mil metros.

A proposta é montar um grande organizador de informações, utilizando o supercomputador da Coppe, cujos dados serão enviados para o INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

Segundo o coordenador do Projeto Azul, professor Luiz Landau, da Coppe, a iniciativa vai permitir conhecer melhor a região.

Segundo o coordenador do Projeto Azul, professor Luiz Landau, da Coppe, a iniciativa vai permitir conhecer melhor a região.

Vazamentos de óleo

O Projeto Azul será útil também no gerenciamento de eventuais vazamentos de óleo.

Conhecendo previamente o padrão das correntes é possível rastrear manchas de óleo no mar, apontando a direção do deslocamento, para que se atue de forma rápida e eficaz para contenção e dispersão do óleo, minimizando impactos.

A iniciativa também inova ao disponibilizar as informações em tempo real para outras universidades e centros de pesquisa.

Posts relacionados

Deixe um Comentário

Posts mais recentes:

Localizador de Produtos
Cloud native
Google Maps
Google Maps
nuvem
Google Maps
Google Cloud
Google Cloud
Google Maps
Google Cloud
Nuvem
Google
Google Cloud
Google lança novos recursos de customização para o Maps no mobile
5 mitos sobre a estratégia multicloud
mariobet - supertotobet -

macbook tamir

- mersin eskort