Queima de gás em outubro de 2010 foi a menor desde 2008.

por ANP

No mês de outubro de 2010, foi registrado no Brasil o menor nível de queima de gás (5,495 milhões de m³ por dia) desde abril de 2008, quando o volume de gás natural queimado foi de 4,706 milhões de m³ por dia. A redução na queima foi de 33,7% se comparada ao mesmo mês em 2009 e de 16,2% em relação ao mês de setembro de 2010. As informações são do Boletim da Produção de Petróleo e Gás Natural de outubro de 2010, que pode ser consultado no sítio da ANP.

Houve recorde pelo segundo mês consecutivo em produção de gás natural, aproximadamente 65 milhões de m³ por dia, o que representa um aumento de 9,3% em comparação com o mesmo mês em 2009 e de 1,64% em relação a setembro de 2010. Houve também aumento de 64,1% na produção de gás não associado se comparada ao mês de outubro de 2009.

A produção de petróleo e gás natural no Brasil em outubro de 2010 foi de aproximadamente 1.998 mil barris por dia e 65 milhões de m³ por dia, respectivamente, totalizando em torno de 2.406 mil barris de óleo equivalente por dia. Os níveis de produção de petróleo e gás natural em outubro de 2010 permaneceram estáveis em relação a setembro deste ano. Houve um aumento quase nulo: algo em torno de 29 barris por dia. Em relação ao mesmo mês em 2009, o aumento foi de 0,36%.

Foram produzidos do pré-sal 43.978 bbl/d de petróleo e 1.607 mil m³ por dia de gás natural, redução de 13,7% na produção, em barris de óleo equivalente, em relação ao mês de setembro de 2010.

Em outubro de 2010, 91% da produção de petróleo e 77% da produção de gás natural do Brasil foram explotados de campos marítimos. O campo de Roncador foi o maior produtor de petróleo e o campo de Manati, o maior produtor de gás natural. De acordo com os dados de outubro de 2010, 92,4% da produção de petróleo e gás natural são provenientes de campos operados pela Petrobras e, dos 20 maiores campos produtores, três são operados por empresas estrangeiras (Ostra/Shell, Frade/Chevron e Polvo/Devon). Os três maiores campos terrestres produtores de petróleo e gás natural, em barris de óleo equivalente, foram Leste do Urucu, Rio do Urucu e Carmópolis.

A plataforma P-52, localizada no Campo de Roncador, produziu aproximadamente 159.639 boe/d, um aumento de 6% em relação a setembro, e continua sendo a unidade com maior produção pelo segundo mês consecutivo. O grau API médio do petróleo produzido no mês de outubro foi de aproximadamente 24,6°.

Ao todo, 294 concessões, operadas por 23 empresas distintas, foram responsáveis pela produção nacional. Destas, 74 são concessões marítimas e 220 são terrestres. Vale ressaltar que das 294 concessões, 11 se encontram na Fase de Exploração e produziram através de Testes de Longa Duração (TLD), e outras nove são de campos licitados contendo Acumulações Marginais. O boletim de outubro traz uma inovação, divulga a produção de petróleo por concessionária e não apenas por operadora, conforme os boletins anteriores.

 

Posts relacionados

Deixe um Comentário

Posts mais recentes:

multicloud
GoogleCloud
DataFlow
Google Maps
Google Cloud
Google Maps
Google Maps
Google Cloud
Google Maps
Google Maps
Google Cloud
Google Cloud
Google Cloud
Armazenamento