Queima de gás em outubro de 2010 foi a menor desde 2008.

por ANP

No mês de outubro de 2010, foi registrado no Brasil o menor nível de queima de gás (5,495 milhões de m³ por dia) desde abril de 2008, quando o volume de gás natural queimado foi de 4,706 milhões de m³ por dia. A redução na queima foi de 33,7% se comparada ao mesmo mês em 2009 e de 16,2% em relação ao mês de setembro de 2010. As informações são do Boletim da Produção de Petróleo e Gás Natural de outubro de 2010, que pode ser consultado no sítio da ANP.

Houve recorde pelo segundo mês consecutivo em produção de gás natural, aproximadamente 65 milhões de m³ por dia, o que representa um aumento de 9,3% em comparação com o mesmo mês em 2009 e de 1,64% em relação a setembro de 2010. Houve também aumento de 64,1% na produção de gás não associado se comparada ao mês de outubro de 2009.

A produção de petróleo e gás natural no Brasil em outubro de 2010 foi de aproximadamente 1.998 mil barris por dia e 65 milhões de m³ por dia, respectivamente, totalizando em torno de 2.406 mil barris de óleo equivalente por dia. Os níveis de produção de petróleo e gás natural em outubro de 2010 permaneceram estáveis em relação a setembro deste ano. Houve um aumento quase nulo: algo em torno de 29 barris por dia. Em relação ao mesmo mês em 2009, o aumento foi de 0,36%.

Foram produzidos do pré-sal 43.978 bbl/d de petróleo e 1.607 mil m³ por dia de gás natural, redução de 13,7% na produção, em barris de óleo equivalente, em relação ao mês de setembro de 2010.

Em outubro de 2010, 91% da produção de petróleo e 77% da produção de gás natural do Brasil foram explotados de campos marítimos. O campo de Roncador foi o maior produtor de petróleo e o campo de Manati, o maior produtor de gás natural. De acordo com os dados de outubro de 2010, 92,4% da produção de petróleo e gás natural são provenientes de campos operados pela Petrobras e, dos 20 maiores campos produtores, três são operados por empresas estrangeiras (Ostra/Shell, Frade/Chevron e Polvo/Devon). Os três maiores campos terrestres produtores de petróleo e gás natural, em barris de óleo equivalente, foram Leste do Urucu, Rio do Urucu e Carmópolis.

A plataforma P-52, localizada no Campo de Roncador, produziu aproximadamente 159.639 boe/d, um aumento de 6% em relação a setembro, e continua sendo a unidade com maior produção pelo segundo mês consecutivo. O grau API médio do petróleo produzido no mês de outubro foi de aproximadamente 24,6°.

Ao todo, 294 concessões, operadas por 23 empresas distintas, foram responsáveis pela produção nacional. Destas, 74 são concessões marítimas e 220 são terrestres. Vale ressaltar que das 294 concessões, 11 se encontram na Fase de Exploração e produziram através de Testes de Longa Duração (TLD), e outras nove são de campos licitados contendo Acumulações Marginais. O boletim de outubro traz uma inovação, divulga a produção de petróleo por concessionária e não apenas por operadora, conforme os boletins anteriores.

 

Posts relacionados

Deixe um Comentário

Posts mais recentes:

Valor de frete torna-se diferencial e fator decisivo para que cliente conclua compra
store locator
rastreamento de cargas
aplicativos geolocalização
geolocalização
ship from store
delivery
Store Locator
Pickup in Store Google Maps
Plataforma Google Maps
Google Maps Premier Partner
Como contratar e ter acesso às APIs do Google Maps
Como contratar e ter acesso às APIs do Google Maps
Plataforma Google Maps: o que é e quais benefícios pode trazer para o seu negócio.