República Tcheca impede que Google colete dados para o serviço Street View.

por R7 Notícias

Uma secretaria da República Tcheca rejeitou pela segunda vez um pedido do Google para coletar dados pessoais no país europeu (Raphael Hakime/06.01.2010)

As autoridades protetoras de dados da República Tcheca interromperam a coleta de novas imagens para seu serviço Street View, do Google, afirmou uma porta-voz nesta terça-feira (14), na mais recente polêmica para o serviço de mapeamento da empresa.

O Google enviou uma frota de carros Street View pelo mundo para capturar imagens usadas nos mapas de visão panorâmica das ruas, mas enfrenta diversos problemas em 37 Estados norte-americanos e diversos outros países.

A Secretaria de Proteção de Dados Pessoais da República Tcheca rejeitou pela segunda vez um pedido do Google para coletar dados pessoais no país europeu, afirmando que o processo potencialmente violaria a lei, segundo afirmaram ambas as partes.

A porta-voz da secretaria, Hana Stepankova, disse que a decisão não impede que o Google use fotos já tiradas desde o lançamento do Street View no país, em 2009. Ela disse ainda que as negociações sobre o uso dos dados continua.

– Não temos completa certeza de que as informações estão sendo processadas de acordo com a lei.

Ela explicou que a secretaria pode considerar o pedido do Google, caso haja garantias da legalidade no processo.

O Street View surgiu em 2007 como uma evolução do Google Maps, que permite localizar países, cidades, ruas e lugares específicos com a vantagem de ter ainda imagens em três dimensões de cidades e principais pontos históricos do mundo como o Coliseu, em Roma, na Itália.

O Google usa veículos que carregam câmeras superpotentes para registrar as imagens dos locais escolhidos pela companhia.

As fotos são “costuradas” até formar a imagem final com 360º na horizontal e 290º na vertical, e como são feitas em lugares abertos e públicos, a empresa já se envolveu em polêmicas sobre a garantia da privacidade das pessoas fotografadas.

O Google anunciou em maio que sua frota de carros, que durante anos vem fotografando ruas ao redor do mundo, tinha acidentalmente recolhido informações pessoais – que um especialista em segurança disse poder incluir mensagens de email e senhas – por meio de conexão à internet Wi-Fi (sem fio).

Falha também atingiu serviço no Brasil

Os carros do Google também passaram por ruas de cidades brasileiras como Rio de Janeiro, Belo Horizonte e São Paulo. A informação foi confirmada ao R7 por Alberto Arebalos, diretor de comunicação da empresa para a América Latina.

De acordo com o Google, a coleta de dados, feita pelos veículos que fazem imagens para o serviço Street View, ocorria por um “erro”. A empresa diz que o software usado nos carros tinha um código, supostamente colocado ali por engano, que permitia obter as informações trocadas pelos usuários por meio da internet, mas negou ter usado esses dados em seus produtos. O problema atingiu apenas internautas que deixam sua conexão desprotegida, sem o uso de senhas.

Arebalos disse, por e-mail, que “todos os carros” usados no serviço estavam equipados com o software problemático. O executivo afirmou, entretanto, que o trabalho dos veículos foi interrompido até que o programa fosse modificado e que os dados seriam apagados.

O trabalho dos carros no Brasil começou em julho do ano passado, em Belo Horizonte. No fim de 2009 foi a vez da cidade do Rio de Janeiro, seguida por São Paulo, que começou a ser fotografado em janeiro deste ano. De acordo com o Google, nessas cidades a captação das imagens já terminou. A empresa afirma que nos últimos meses os veículos estavam fotografando outros locais, mas não soube precisar exatamente quais. A meta é que imagens de todo o Brasil estejam disponíveis no serviço, que ainda não tem data de lançamento no país.

Posts relacionados

Deixe um Comentário

Posts mais recentes:

3 sinais de que a estratégia de logística do seu e-commerce pode ser bem-sucedida
Planejamento de rotas
Áreas que usam Google Maps para transformar seus negócio
Logística para e-commerce: qual importância e como afeta o negócio?
Como usar o Google Maps para reduzir custos de frete e aumentar as vendas do seu negócio?
Same day delivery: o que é e como aplicá-lo no seu e-commerce?
varejo
Valor de frete torna-se diferencial e fator decisivo para que cliente conclua compra
store locator
rastreamento de cargas
aplicativos geolocalização
geolocalização
ship from store
delivery
Store Locator