Setor nuclear deve atrair R$ 58 bilhões em investimentos nos próximos 20 anos, segundo CNEN.

por Canal Energia

A retomada da construção de Angra 3 (RJ, 1.405 MW), aliada aos projetos de quatro novas usinas vai movimentar o setor nuclear nos próximos 20 anos. Segundo a Comissão Nacional de Energia Nuclear, serão investidos R$ 58 bilhões no segmento no período, sendo a maior parte, de R$ 50 bilhões, na geração de energia elétrica. Para avaliar as condições da indústria nacional absorver essa demanda, a CNEN concluiu recentemente um estudo sobre a capacidade da cadeia produtiva brasileira.

“Não existe nada específico de apoio à cadeia produtiva. O que pretendemos é levantar como funciona essa cadeia produtiva às especificidades e quais as empresas nacionais que podem fornecer esses insumos tão necessários. Talvez criar uma política de incentivo fiscal que estimule a entrada de novos fornecedores. Pode-se tornar eficiente a estrutura brasileira”, disse Odair Gonçalves, presidente da CNEN, após participar do 1° Encontro de Negócios em Energia Nuclear, promovido pela Fiesp em São Paulo.

Além disso, está em análise na Casa Civil um projeto de lei sobre a criação de uma agência reguladora nuclear brasileira que assumiria parte das funções da própria CNEN. Odair disse ainda que o país precisa desenvolver uma política nuclear para fomentar a indústria. “Precisamos de um tempo de referência para a política nuclear”, disse o executivo.

Ele lembrou que houve uma retomada da energia nuclear no país nos últimos anos, dando como exemplo o orçamento da comissão, que quintuplicou desde 2004, para R$ 160 milhões. “O país precisa ainda dominar por completo o ciclo do combustível nuclear, já que a gaseificação do urânio e o enriquecimento são feitos no exterior”, observou.

 

Posts relacionados

Deixe um Comentário

Posts mais recentes:

Google Maps
Google Cloud
Nuvem
Google
Google Cloud
Google lança novos recursos de customização para o Maps no mobile
5 mitos sobre a estratégia multicloud
Google Cloud
Google Cloud
Google Cloud
multicloud
Cloud Run: desenvolva aplicações em contêiners sem servidor no Google Cloud
Anthos
Google Next
multicloud