Siemens pretende duplicar faturamento até 2015 e foca em energia.

por Canal Energia

A energia será um dos principais focos da Siemens para duplicar seu faturamento até 2015. O presidente da fabricante, Adilson Primo, destacou que o crescimento do Brasil obriga novos e constantes investimentos em infraestrutura, sobretudo para geração de energia. “Energia continua sendo um grande foco para investimentos”, analisou Primo nesta segunda-feira, 13 de dezembro, durante coletiva sobre os resultados da Siemens em 2010.

Na ocasião, ele disse também que o país representou um dos melhores desempenhos da empresa este ano dentre os formadores do chamado BRICs (Brasil, Rússia, Índia e China) . No ano fiscal de 2010 encerrado em setembro, a Siemens obteve aumento de 23% no número de pedidos, que totalizaram R$ 4,9 bilhõesm contra R$ 4 bilhões em 2009.

Segundo o executivo, o resultado reflete, entre outros fatores, o desempenho dos segmentos de energia e de renováveis. O setor de energia da empresa teve entre os destaques de 2010 a abertura de uma fábrica de capacitores e a ampliação da capacidade de produção de transformadores de média tensão.

O presidente da Siemens lembrou que a empresa conta desde maio com equipamento na fábrica de Jundiaí voltado para o balanceamento e testes em alta velocidade de rotores para turbinas e compressores. A novidade permitiu a produção de turbinas com 60 MW de capacidade instalada. Outro destaque da empresa na área de energia em 2010 foi a obtenção de pedidos para projetos de transmissão. Primo também destacou o volume de exportações de transformadores.

 

Posts relacionados

Deixe um Comentário

Posts mais recentes:

Same day delivery: o que é e como aplicá-lo no seu e-commerce?
varejo
Valor de frete torna-se diferencial e fator decisivo para que cliente conclua compra
store locator
rastreamento de cargas
aplicativos geolocalização
geolocalização
ship from store
delivery
Store Locator
Pickup in Store Google Maps
Plataforma Google Maps
Google Maps Premier Partner
Como contratar e ter acesso às APIs do Google Maps
Como contratar e ter acesso às APIs do Google Maps