Subsolo da Amazônia: Potencial para exploração de combustíveis fósseis

0 2

Fonte: G1

O IBGE destaca que, por ser formado predominantemente por rochas sedimentares, o subsolo da Amazônia Legal também tem potencial para exploração de combustíveis fósseis, o que já se confirma pelos campos de petróleo e gás de Urucu, no interior do Amazonas.

As rochas ígneas (formadas a partir do resfriamento do magma que formou a Terra), que compõem 15,1% da área da região, bem como as metamórficas (formadas a partir da tranformação dos dois tipos anteriores de rochas devido a mudanças de temperatura e pressão, por exemplo) que equivalem a 16,1% do subsolo amazônico são propícias para jazidas de minerais como ouro, cassiterita, ferro, zinco, chumbo e cobre.

Neste caso, segundo o IBGE, o Pará é o estado com maior incidência, já que detém 51,9% das rochas sedimentares e 37,3% das metamórficas da região amazônica.

Posts relacionados

Deixe um Comentário

Posts mais recentes:

5 mitos sobre a estratégia multicloud
Google Maps
Google Cloud
Google Cloud
Google Cloud
multicloud
Cloud Run: desenvolva aplicações em contêiners sem servidor no Google Cloud
Anthos
Google Next
multicloud
GoogleCloud
DataFlow
Google Maps
Google Cloud