Explore a Floresta Amazônica com o Google… pendurado nas copas das árvores

0 2

fonte: DNCiência

O Street View, que nos permite explorar ruas de cidades distantes, agora nos leva pelas árvores da selva amazônica.

O Google Street View, que começou explorando as cidades do mundo, agora permite um passeio pela selva amazônica. E não só a pé: a Fundação Amazonas Sustentável (FAS) pegou a câmara da Google e montou-a numa tirolesa, para mostrar como seria atravessar a Amazônia às “costas do Tarzan”, pelas copas das árvores.

A câmera alcançou velocidades de até 100 km / h em sua jornada pela tirolesa
A câmera alcançou velocidades de até 100 km / h em sua jornada pela tirolesa
Até a Google ficou nervosa com a proposta da fundação de colocar uma câmara Trekker numa tirolesa, ou zipline, para filmar uma viagem através das copas das árvores. A Trekker é uma câmara especial para o Street View, que tem 15 lentes e pesa 18 quilos. “Uma das coisas que adoro acerca de trabalhar na Google é que se alguém vier à ter uma ideia louca, provavelmente experimentamos“, disse Karin Tuxen-Bettman, que gere as parcerias do Street View, numa publicação no blog do Google Maps.

Montar a câmara na tirolesa não foi fácil. Foi necessário procurar um lugar onde a câmara não corresse o risco de bater contra ramos nem troncos de árvores. A agência Associated Press conta que, “com a ajuda de alguns macacos que se juntaram à expedição”, os membros da FAS encontraram um lugar para a Trekker fazer a sua viagem, em que atingiu os 100 km/h, de acordo com a BBC.

A parceria da Google com a FAS já data de 2011, quando a Fundação e o gigante tecnológico se juntaram para fotografar a selva. Na página do projeto, é possível ver como é viajar de barco pelos afluentes do Amazonas e andar a pé pelo meio da selva.

As câmaras do Street View estão habituadas a viagens invulgares, como quando mostraram o deserto na perspetiva de um camelo, ou quando subiram ao Everest e ao Kilimanjaro. Também é possível visitar museus e monumentos por todo o mundo.

Veja o StreetView aqui.

Posts relacionados

Deixe um Comentário

Posts mais recentes:

5 mitos sobre a estratégia multicloud
Google Maps
Google Cloud
Google Cloud
Google Cloud
multicloud
Cloud Run: desenvolva aplicações em contêiners sem servidor no Google Cloud
Anthos
Google Next
multicloud
GoogleCloud
DataFlow
Google Maps
Google Cloud