Google Workspace Recursos Google Workspace

Google Meet para empresas: suas reuniões mais produtivas

Uma mulher sentada em frente a um laptop com o logo do Google Meet ao lado.
Escrito por Thamirys Santana

As reuniões virtuais tornaram-se o centro do modelo de trabalho híbrido. Elas já eram essenciais para as empresas que possuem equipes distribuídas e, mais recentemente, mantém conexão entre equipes que costumavam trabalhar presencialmente. O modelo híbrido emergente já é uma realidade no mundo corporativo, e exige novas abordagens mais imersivas, seguras, priorizadas e colaborativas.

O que é o Google Meet

O Meet, do Google Workspace, é um dos aplicativos de videoconferência mais populares do mundo, ajudando mais de 10 milhões de clientes e 3 bilhões de usuários a se comunicarem e colaborarem no trabalho, na escola e em casa. Nos últimos anos, o Google adicionou diversos novos recursos ao Google Meet para empresas que buscam atender às demandas do trabalho remoto e híbrido. 

O aplicativo é conhecido pela experiência amigável, interface de usuário (IU) simples de usar, recursos de confiabilidade e ferramentas interativas. Além disso, ao adotar o Google Meet para empresas, é possível contar com novas funcionalidades que tornam as reuniões de trabalho ainda mais produtivas. Dentre elas, estão as ferramentas que permitem gravar as reuniões diretamente no Google Drive, fazer reuniões mais longas e interativas e muito mais. Confira a seguir.

Leia mais: Como reduzir custos administrativos da sua empresa?

 

Google Meet para empresas: motivos para migrar agora

Gravação de reuniões e tempo de reunião: além de permitir um tempo máximo de videoconferência de 24h (nas versões gratuitas o limite é de 1h), as versões corporativas do Meet também permitem gravar as reuniões e armazená-las automaticamente no Google Drive. 

Levante a mão com detecção de gestos:  até pouco tempo, para levantar a mão e fazer uma pergunta no Google Meet era necessário clicar no ícone de levantar a mão. Agora, basta levantar a sua mão e o Meet irá reconhecê-la com detecção de gestos. Para garantir que o gesto seja detectado, basta ativar a câmera e manter sua mão visível para a mesma, longe de seu rosto e corpo. 

Aumento no limite de participantes: o Google Meet também permite que suas reuniões sejam ainda mais dinâmicas a partir de novas funções como a ampliação do número de participantes da reunião para até 1.000, de acordo com o plano contratado.

Atribuição de coanfitriões: também é possível atribuir coanfitriões às reuniões, de modo que você pode designar um ou mais coorganizadores, que podem ajudar a gerenciar o fluxo de suas reuniões.

Funcionalidade de perguntas e respostas: outro recurso valioso do Google Meet para empresas é o de perguntas e respostas para interagir ainda mais com seu público, oferecendo a oportunidade de responder às suas perguntas. 

Transcrições de reuniões: já a funcionalidade de transcrições de reuniões permite usar transcrições para capturar a discussão e os participantes da reunião, facilitando o acompanhamento após a reunião, identificando itens de ação ou simplesmente servindo como registro. 

Lista de convidados: há também o recurso de lista de convidados. Diretamente do Meet, você pode conferir os convidados para a reunião, mas que ainda não entraram na chamada. Você também pode ver o status de RSVP, incluindo participantes “opcionais” e notas de RSVP.

Duet AI e recursos de IA agora disponíveis no Meet: recentemente o Google adicionou ao Workspace a inteligência da plataforma do Duet AI, um colaborador inteligente e em tempo real que ajuda você a escrever, visualizar, organizar e se conectar. O Duet AI no Meet ajuda os usuários a ter uma melhor aparência e som em reuniões, aumentar a produtividade com anotações automáticas, superar barreiras de comunicação com legendas traduzidas e muito mais.

Gerenciamento de segurança: o Google Meet para empresas também oferece controles de gerenciamento de segurança para reuniões e e-mail comercial personalizado para todos os usuários. Além disso, você obtém alguns recursos adicionais de mensagens em equipe, que podem ser úteis para os colaboradores manterem contato. 

 

Por que migrar para o Google Workspace?

Dentre os colaboradores que usam Google Workspace, cerca de 36% têm mais tempo para o trabalho criativo e 24% gastam menos tempo em tarefas repetitivas ou administrativas, de acordo com uma pesquisa da IDC. E é justamente por mais eficiência e mais tempo para focar no que importa que as empresas escolhem migrar para o Google Workspace.

O Google Workspace impulsiona a produtividade uma vez que permite que os usuários colaborem em tempo real. Os aplicativos do Google também oferecem suporte à conectividade móvel em vários dispositivos para que seus funcionários possam ser produtivos mesmo quando estiverem em trânsito.

Sem contar todos os recursos de produtividade que você já conhece, disponíveis por meio de aplicativos como Gmail, Meet, Drive e muito mais! Essas ferramentas ajudam a otimizar tarefas e a automatizar fluxos de trabalho, viabilizam experiências digitais acessíveis para todos e possibilitam o trabalho híbrido mais imersivo e conectado.

Os benefícios de migrar para o Google Workspace são muitos e você não está sozinho na jornada de migração! Veja como aproveitar ao máximo esses recursos de produtividade e migrar com todo o apoio de um parceiro premier do Google!

image-2

Geoambiente é Parceira Premier do Google e oferecemos vantagens para nossos clientes ao adquirir o Google Workspace, com um time técnico disponível para auxiliar na migração dos dados com segurança e metodologia que visa gerar o menor impacto ao seu time e operação.

Somos certificados e atualizados sobre todos os lançamentos, tecnologias e recursos do Google Workspace para que a sua empresa utilize as ferramentas de colaboração e reduza custos operacionais.

 

Fale com os nossos especialistas em Google Workspace

Sobre o(a) autor(a)

Thamirys Santana

Formação em Comunicação Social e especialização em Gestão da Experiência do Consumidor. Conta com experiência em planejamento de conteúdo digital, marketing B2B, endomarketing e gestão de canais.

Deixe um Comentário