Case Domino’s: como a rede usa o Google Maps para ampliar sua capacidade de entrega

Dominos2

A Domino’s, uma das maiores redes de pizzaria do mundo, conta com a Plataforma Google Maps para definir a abertura de novas lojas, bem como para ampliar sua presença no mundo. Um desses territórios é a Indonésia, um arquipélago de mais de 17.500 ilhas e 270 milhões de pessoas, que trouxe um enorme desafio logístico para a rede.

Como parte de sua estratégia no país, a empresa buscou abrir novas lojas de acordo com o perfil demográfico almejado para que os novos pontos fossem lucrativos. As APIs da Plataforma Google Maps entraram em cena e permitiram alcançar muito mais do que a capacidade de manter o compromisso de entrega de 30 minutos da Domino’s. Elas desempenham um papel fundamental na cadeia de valor antes mesmo de uma loja começar a vender pizzas, fornecendo informações vitais em nossa busca por novos locais de loja.

Leia mais: API de Mapa: o que é e por que pode ser importante para o seu negócio?

Mapeando uma das economias que mais crescem na Ásia

No modelo de negócios da Domino’s Indonésia, cada ponto de venda tem um território definido e só pode receber pedidos dessa zona. Em vez de os clientes escolherem uma loja, atribui-se uma com base em sua localização. Por isso, selecionar as zonas que tenham o maior potencial de lucro (devido a fatores como população, renda, educação e atividade comercial) é essencial para o sucesso do negócio.

O primeiro passo dessa estratégia é lançar uma rede de teste em torno do local capaz de cobrir qualquer lugar em nove minutos de carro para qualquer ponto da zona proposta. Isso é ativado pelas APIs da Plataforma Google Maps, incluindo a API Distance Matrix.

A Domino’s então cruza dados demográficos (como população, renda média e faixa etária) com os dados do Google Maps para visualizar melhor o potencial de receita de uma zona em comparação com as lojas vizinhas.

Como a definição de uma zona lucrativa está em constante mudança, é necessário obter insights locais antecipadamente. Mas por meio do Maps, é possível criar zonas de entrega que atendam às comunidades que mais precisam do serviço alimentício, maximizando receitas.

Adaptação das zonas de entrega para otimizar vendas

Além de se preocupar com a expansão, a Domino’s também precisa acompanhar os pontos de venda existentes para garantir que as condições de tráfego, configurações de estradas, locais proeminentes, infraestrutura pública e outros dados atinjam o ponto ideal para entrega oportuna e otimização de receita.

Uma área de entrega bem-sucedida, no entanto, pode trazer desafios devido a sua popularidade, causando congestionamento que impede a entrega pontual para endereços antes viáveis. Nesses casos, o tempo de percurso especificado na matriz de entrega diminui.

A solução é reduzir o tamanho da zona de serviço, ao mesmo tempo em que são adicionadas micro-zonas para suprir a demanda. Os recursos da Plataforma Google Maps, como Traffic Layers (camada de tráfego) na Maps JavaScript API, oferecem inteligência de tráfego em tempo real que ajuda a fazer chamadas de precisão com objetivo de otimizar as zonas.

Por outro lado, a rede de pizzarias pode optar por expandir o território de uma loja graças a uma nova rodovia ou obras rodoviária que melhorem a circulação do tráfego.

“A Plataforma Google Maps é rápida em mapear essas mudanças na paisagem urbana. Estamos até planejando experimentar um novo recurso pelo qual as zonas de entrega mudam de tamanho ao longo de um dia, com base em fatores como tráfego intenso e obras na estrada. Este novo projeto será ativado pela inteligência rodoviária em tempo real da Plataforma Google Maps”, compartilhou Mayank Singh, Chief Digital Officer,VP de Marketing e IT no Domino’s Indonesia.

Pandemia: entrega sem contato e suporte à linha de frente

A Plataforma Google Maps também foi fundamental para responder rapidamente quando a pandemia atingiu a Indonésia. A Domino’s reformulou o sistema de pedidos para tornar a entrega sem contato e a retirada no local (“takeaway”) sem contato. Isso foi feito para garantir aos clientes mais segurança.

Os clientes podem localizar as lojas da rede usando a interface do usuário do mapa, visualizar as opções de pedido e ter uma experiência de takeaway sem contato.

Os produtos da Plataforma Google Maps, como a API Places, que fornece detalhes de locais ricos e informações de localização, ou como a API Static Street View, que oferece uma visão mais precisa da localização, agora permitem que os motoristas do serviço de delivery da Domino’s identifiquem um ponto de parada com precisão e exatidão.

“Nossa equipe também se orgulha de como apoiamos os profissionais de saúde na linha de frente da pandemia. A Plataforma Google Maps foi uma solução inestimável para nos permitir entregar pizzas a esses trabalhadores vitais da linha de frente na Indonésia. Ficamos satisfeitos em ver sorrisos nos rostos de heróis trabalhando duro para manter as pessoas segura”, acrescentou o VP.

Quer saber como podemos ajudar a transformar seu negócio também?   


Geoambiente - Google Cloud Premier Partner

A Geoambiente, empresa com mais de 25 anos de experiência em inteligência de localização, também pode ajudar seu negócio a acompanhar a mudança de comportamento do consumidor e entregar encomendas e pedidos com mais agilidade e eficiência. 

Somos  parceiros premier do Google Cloud e revendedores oficial do Google Maps há quase 10 anos. Oferecemos acesso a plataforma de Maps (e a todas as APIs e funcionalidades) e também desenvolvemos soluções integradas e personalizadas a partir das APIs, auxiliando organizações a saírem na frente diante da disparada do comércio eletrônico e do aumento exponencial de pedidos por delivery.

Posts relacionados

Deixe um Comentário

Posts mais recentes:

soluções de mobilidade
delivery
On Demand Rides and Deliveries
Transport Tracker
Cloud Fleet Routing
Dominos
Framework Google Cloud
Product Locator
Bradesco Seguros
delivery
migração
fraude
cartão
Last Mile
mariobet - supertotobet -

macbook tamir

- mersin eskort